Chamada para rede fixa nacional

Fim de suporte para o Windows Server 2012: e agora?

É quase impossível encontrar alguém que não conheça o Windows (o normal, não o Windows Server 2012). Segundo a própria Microsoft, é utilizado por mais de 1,5 biliões de pessoas em todo o mundo e é de longe o sistema operativo mais popular no planeta.

Para as empresas, por outro lado, existe uma espécie de irmão gémeo do Windows, chamado Windows Server. Também é um sistema operativo e oferece ao empresário recursos e ferramentas para:

  • Administrar servidores
  • Virtualizar ambientes de trabalho
  • Armazenar documentos e aplicações
  • Controlar acessos de utilizadores
  • Garantir a segurança informática do sistema

Esta lista é uma simplificação, mas permite compreender a diferença entre o Windows Server e o Windows tradicional, para o utilizador comum. Foram lançadas versões em 2019, 2016 mas a que me leva a escrever este artigo é a versão de 2012, cujo suporte vai terminar a 10 de outubro de 2023.

windows server 2022 - suporte termina a 10 de outubro de 2023

Antes de falar nas implicações desta decisão, vou ajudá-lo/a a recuperar tudo o que lhe é útil no Windows 2012, para que esteja consciente do que arrisca a perder caso não atue a tempo. Continue a ler para descobrir.

Porque razão precisávamos do Windows Server 2012?

Para além dos recursos e ferramentas que listámos no capítulo anterior, as empresas têm usufruído do Windows Server 2012 por vários motivos:

  1. Compatibilidade

    O sistema operativo empresarial da Microsoft é compatível com a maioria das aplicações e dispositivos que as empresas já utiliza. Ou seja: a “chatice” de o implementar é menor do que os benefícios que recolhe por passar a utilizá-lo.

  2. Facilidade de utilização

    É fácil de usar e configurar; e os especialistas em informática já estavam familiarizados com esta linguagem, o que tendia a diminuir erros e problemas na transição do sistema antigo para a realidade Windows Server 2012.

  3. Gestão de recursos

    Desde gestão de utilizadores, backup de dados ou administração específica de políticas de segurança: o sistema tem permitido uma agilidade modular ao alcance de poucos disponíveis no mercado.

  4. Integrações

    O sistema operativo da Microsoft integra facilmente com outros produtos da marca – como o Exchange ou o SharePoint – e com a maioria dos softwares utilizados por empresas, o que ajuda a melhorar a colaboração e produtividade da organização.

  5. Suporte Técnico

    Como um dos principais produtos de uma empresa líder de mercado, o suporte técnico direto ou os recursos disponíveis para obter esclarecimento e resolver problemas são muitos, são claros e existem em quase todos os idiomas.

windows server 2012 - porque razão o usávamos?

Mas o suporte técnico é o ponto fulcral: vai acabar:

  • Entre outras coisas, isto significa que você não pode atualizar programas com o Office, o PowerPoint ou Excel pois estes deixam de ser compatíveis com o sistema operativo;

  • Que, caso seja lançada uma nova funcionalidade nos programas que utiliza, você não tem acesso a essa funcionalidade;

  • E que deixa de poder atualizar antivírus, numa altura em que os cibercriminosos estão mais sofisiticados do que nunca!

Por isso, mais do que decidir atualizar ou não o seu sistema, se a sua empresa ainda utiliza Windows Server 2012 você deve é estar consciente dos riscos de não atualizar. Mas não se preocupe: vou falar ao detalhe sobre eles, já no capítulo seguinte.

E quais os riscos de não atualizar?

Se está a perguntar-se o que acontecerá caso continue a utilizar Windows Server 2012 depois do fim do suporte, esta é a lista de riscos a que deve estar atento:

  • Riscos de Segurança

    Sem novas atualizações de segurança, patches ou novas correções os sistemas passam a ficar vulneráveis a ataques cibernéticos. Daqui podem resultar perdas de dados confidenciais, interrupção da cadeia de produção e, claro, prejuízos financeiros e reputacionais. Lembre-se que as empresas vão ser alvos apetecíveis para os cibercriminosos!

    ➡️ Clique e saiba como proteger a sua empresa de um ataque de ransomware

  • Risco de Perda de Receita

    Se a cadeia de produção de uma empresa não estiver a operar corretamente e essa empresa competir num setor muito sensível ao fator tempo, qualquer tempo de inatividade causado pela perda de recursos, suporte ou por ataque pode levar à perda de receita.

  • Riscos de Compatibilidade

    Novas aplicações e hardware podem não funcionar corretamente com o Windows Server 2012. Este impedimento incapacita a sua empresa de utilizar tecnologias e ferramentas na vanguarda da investigação; e afasta-o de uma gestão mais eficiente.

  • Riscos de Suporte

    A 10 de outubro de 2023 a Microsoft não fornecerá mais assitência técnica ao Windows Server 2012, o que significa que as empresas ficam obrigadas a procurar ajuda de fontes externas em caso de problemas. Este tipo de ajuda pode ser mais raro, mais cara e menos eficiente, face ao suporte da Microsoft.
  • Riscos de Responsabilidade Pessoal

    Embora diretores e executivos estejam relativamente protegidos, lembre-se que o número de processos judiciais movidos contra nós tem aumentado. Exemplo disso é o famoso caso Caremark, que responsabilizou pessoalmente diretores por não supervisionarem adequadamente a sua empresa.

  • Riscos de Compliance

    Nalguns setores existem regulamentações que exigem às empresas manter os sistemas atualizados e protegidos – o retalho é um deles. Se a sua empresa fizer parte destes setores e caso continue a utilizar Windows Server 2012, ela arrisca ser alvo de sanções financeiras. Especialmente o setor financeiro e da saúde: cuidado com as multas!

Por outro lado, o RGPD e outros regulamentos de privacidade exigem que as empresas façam esforços razoáveis para proteger dados pessoais. Exemplo prático: a certificação Cyber Essentials no Reino Unido e a ISO 27001 em Portugal não serão atribuídas a empresas que não tenham esta vulnerabilidade corrigida

…aliás, o fim de vida útil de um sistema operativo até serve de justificação para aumentar prémios de seguros que a sua empresa paga!

Windows Server 2012 – Quais os riscos de não atualizar?

Agora que já conhece os riscos de não atualizar o Windows Server 2012 vou explicar-lhe qual a alternativa, para não ter que os sentir na pele. A mais recente chama-se Windows Server 2022 e tem vantagens que pode conhecer, já no próximo capítulo.

Windows Server 2022 – O que trouxe de novo?

Vamos por partes. Uma das principais versões que saíram após o lançamento do famoso Windows Server 2012 foi o Windows Server 2019, corria o ano de 2018. Entre outras, estas eram algumas das principais vantagens que o sistema trazia:

  • Virtualização aprimorada

    O Windows Server 2019 oferece suporte para máquinas virtuais com até 240 vCPUs e 12 TB de RAM, permitindo que os administradores do sistema possam operar um maior volume de trabalho. Em caso de falha de hardware, o Cluster de Failover de Máquinas Virtuais vai garantir o funcionamento da cadeia de produção.

  • Armazenamento hiperconvergente

    Numa frase simples, armazenamento e virtualização numa única ferramenta. O sistema permite a administração de recursos de forma centralizada e mais simples, com possibilidade de escalar para um maior desempenho no processamento de dados e aplicações.

  • Segurança otimizada

    Entre as várias melhorias, o Windows Defender Advanced Threat Protection que o vai ajudar a proteger a infraestrutura informática da sua empresa contra ameaças avançadas, o Bitlocker para criptografar os dados no disco; e o Active Directory para administrar identidades e acesso a recursos.

  • Suporte para containers

    O sistema operativo empresarial permite executar aplicações em containers, para isolar recursos e tornar mais fácil a sua implementação, manutenção e escalabilidade. Suporta dois tipos de containers: baseados em processos e baseados em imagem.

  • Gestor de dispositivos

    Com o Microsoft Endpoint Manager, o sistema permite que o gestor da empresa administre dispositivos móveis ou fixos, aplicações, dados e configurações de forma centralizada e em conformidade com as regulações vigente. Os vários dispositivos do sistema podem usar sistemas operativos distintos, como Windows, iOs ou Android.

windows server 2019 - novidades face à versão anterior

Existem outras novidades face ao Windows Server 2012, mas o que importa reter é que esta é uma das versões mais utilizadas para sistemas empresariais. E é daqui, do famoso Windows Server 2019, que chegamos finalmente ao tempo presente.

Lançado em outubro de 2021 com suporte prometido até outubro de 2031, o Windows Server 2022 é a versão mais recente da família empresarial da Microsoft. Algumas das principais novidades incluem:

  • Melhorias no Hardware do Servidor

    O servidor 2022 suporta 48 terabytes de memória e 2048 cores. Mais: suporta o processador Ice Lake SGX da Intel, que ajuda a isolar dados confidenciais num processador criptografado, durante o processamento.
  • Melhorias ao Nível do Armazenamento

    A Microsoft sabe que a utilização diária de dados se tornou uma dor de cabeça para os engenheiros. E respondeu com cache avançado – que agora permite armazenar automaticamente dados importantes em volumes mais rápidos; e dados menos críticos em volumes mais lentos.

windows server 2022 - melhorias face à versão anterior

  • Atualização das Medidas de Segurança

    Embora a Microsoft tenha introduzido a Advanced Threat Protection no Windows Server 2019, o número de ameaças que põe em risco as organizações continua a crescer. A consciência desta circunstância levou a Microsoft a (voltar a) reagir.

    O ponto central do conceito de segurança deste novo sistema operativo é o Secured-Core Server, que protege o hardware, o firmware e o sistema operacional contra ameaças, por via do Trusted Platform Module 2.0 e o Windows Defender System Guard.

    Mais: o protocolo de partilha da arquivos Secure Message Block agora é criptografado por defeito. Outras novidades incluem a evolução do Windows Defender Credential Guard, para proteger credenciais e outros ativos confidencias que viajam na sua rede.

    Há também mais segurança no ambiente virtual. Assistimos a uma série de atualizações com nomes estranhos, mas o importante é reter que o sistema é autossuficiente no processamento de dados confidenciais e aplicações críticas. Em termos de hardware, firmware e drivers, o núcleo passar a estar protegido contra os ataques mais complexos.

    Via firmware, ameaças e ataques costumam ocorrer durante a reiniciação do servidor. Tecnologias como o Dynamic Root of Trust for Measurement e Direct Memory Access vieram prevenir este tipo de ataques.

Windows Server 2022 – Diferenças face à versão anterior

Por outro lado, o hipervisor – ou seja, quem controla o sistema – passa a estar protegido por tecnologia assente em virtualização, que isola processos individuais do sistema operativo. Em caso de ataque, o problema e o servidor não é comprometido na sua totalidade.

Sobre a ligação à rede, o protocolo Transport Layer Security passa a ser utilizado para estabelecer uma conexão entre dois nós. E finalmente, a nova funcionalidade Server Message Block elimina a necessidade de uma VPN para trabalhadores remotos e utilizadores móveis – graças ao Use Datagram Protocol que garante que o tráfego de internet é criptografado.

  • Melhorias no Microsoft Azure

    Se ainda não conhece, o Azure é a cloud da Microsoft. E dela que nascem uma variedade de serviços informáticos, como a hospedagem de websites e aplicações, armazenamento de dados, capacidade de análise entre outros. Frequentemente, é utilizado pelos empresários para facilitar a implementação e escalabilidade de recursos informáticos úteis à empresa.

    Nesta versão, as capacidades da plataforma foram estendidas para o que hoje conhecemos como Azure Arc: com suporte à virtualização fora da rede ou a partir de outros provedores, em ambientes híbridos ou multicloud. Isto significa que o utilizador já pode gerir e proteger recursos em ambientes físicos, cloud pública (como a Google Cloud Plataform) ou privada, a partir de uma única plataforma.

– O que é o Microsoft Azure

  • Melhorias na plataforma de aplicações

    Sediar e gerir aplicações críticas ao funcionamento do negócio é mais fácil no Windows Server 2022. Não apenas graças à lógica dos containers, que são introduzidos na versão anterior, mas porque o carregamento das aplicações é 30% mais rápido nesta versão.

    Para os que utilizam aplicações .NET, as ferramentas do Windows Admin Center também foram atualizadas nesta versão e o administrador passa a poder utilizá-lo para controlar a infraestrutura através do browser.
  • Gestão da cloud sem esforço

    A edição Azure do Windows Server 2022 tem um novo recurso que permite gerir e automatizar processos na nuvem, com práticas de segurança recomendadas, como:

  • Capacidade de aplicar correções de segurança sem reiniciar o computador
  • Automatização de tarefas administrativas como monitorização e arquivamento
  • Migração de dados do local para o Azure sem alterar o IP original

via azure.microsoft.com

  • Melhorias na rede

    Em qualquer comunicação em rede existem dois protocolos principais: User Datagram Protocol (UDP) e Transmission Control Protocol (TCP). Você pode saber mais sobre cada um deles se clicar no nome hiperlinkado mas, mais do que os entender, o que importa é que a Microsoft os melhorou significativamente no Windows Server 2022.

    Vamos a mais nomes estranhos? Para reduzir a carga na CPU foram incluídos ainda o UDP Segmentation Offoad (USO) e o UDP Receive Side Coalescing (UDP RSC). E o TCP HyStart++ ajuda a reduzir a perda de pacotes durante o arranque da conexão. Finalmente, a RACK ajuda a reduzir o tempo de retransmissão.

    Uma última referência ao QUIC que facilita a cópia de arquivos remotamente, sem a necessidade de um VPN, graças a um recurso que já abordámos neste artigo: um SMB (Message Block Serve) avançado.

    Bem… Chega de nomes estranhos!

E o que foi descontinuado?

A cada nova versão do Windows Server, a Microsoft faz melhorias e aprimoramentos, que passam (também) por descontinuar funcionalidades antigas. Na transição do Windows Server 2019 para o 2022, estas foram algumas das funcionalidades descontinuadas:

  • Semi-Anuual Channel ou SAC

    O SAC é um canal de atualização do Windows Server que oferece duas versões por ano, permitindo aos utilizadores ter acesso a novas funcionalidades e a melhorias do sistema, mais rapidamente.

    Foi substituído por um canal de longo prazo (LTS) com suporte até 10 anos. Mas vai continuar para as comunidades Kubernetes, como a Azure Kubernetes Services (AKS) e a Azure Stack HCK. Eu sei… Mais nomes estranhos!

windows server 2022 - funcionalidades descontinuadas

  • Internet Storage Name Service (iSNS) Server

    Este software permite encontrar automaticamente dispositivos de armazenamento em rede, em ambientes informáticos corporativos. E claro: permite agrupá-los por tipo ou função e definir políticas de acesso por grupo.

    Importa dizer que o suporte a esta funcionalidade vai continuar mas não existirá desenvolvimento da ferramenta no futuro.
  • Guarded Fabric e Shielded Virtual Machines (VMs)

    De uma forma muito simplificada, são recursos que protegem máquinas virtuais contra ameaças maliciosas em ambientes data center. Específico, eu sei.

    As Guarded Fabric protegem o hardware do host físico e usam tecnologias como Trusted Platform Module (TPM) e Secure Boot para grantir a integridade da plataforma. As Shielded VMs são máquinas virtuais protegidas por criptografia, contra acessos não autorizados.

    Este recurso vai ser removido por completo na versão cliente do Windows Server 2022.
  • Windows Deployment Services (WDS)

    Serve para facilitar a implementação automatizada de sistemas operativos em computadores em rede. Por exemplo: permite instalar o Windows em várias máquinas, com ou sem disco rígido, bem como atualizar sistemas operativos já existentes.

    O que importa reter: os recursos do WDS vão ser limitados.

    Agora que já sabe aquilo que o Windows Server 2022 trouxe de novo, as funcionalidades que abandonou e os riscos de não atualizar para esta versão, é altura de responder à pergunta de um milhão de euros: como começar a utilizá-lo?

    É isso que vamos descobrir no próximo capítulo.

Como começar a utilizar o Windows Server 2022

Para que a migração seja concluída com sucesso, há uma série de decisões que deve tomar. Vamos acompanhá-lo por todas elas, para que nenhum pormenor seja deixado ao acaso.

Antes de mais, vocês deve optar entre as quatro versões disponíveis no mercado: Essential, Standart, Data Center e Azure Data Center. Vamos olhar para as diferenças entre todas as versões.

Mas antes: todas versões do WIndows Server 2022 têm a opção de instalar a versão de servidor e a versão de desktop:

  • A edição de desktop é instalada para sessões de trabalho remoto hospedadas em serviços sem servidor;

  • A edição de servidor é instalada para responder a funções específicas como servidor DNS, servidor Web, virtualização, entre outras.

windows server 2022 - versões disponíveis

Apesar de existirem uma série variações entre as inúmeras formas de implementar o Windows Server 2022, vamos focar-nos nas principais diferenças entre as quatro versões possíveis na edição servidor.

  • Edição Standart

    É a versão base do Windows Server 2022 com licença única de versão padrão, apta a funcionar com duas máquinas virtuais e uma host Hyper-V. A opção Replica Storage está disponível, com capacidade até 2 terabytes. Recursos como o Hot Paching ou armazenamento não estão disponíveis nesta versão.
  • Edição Data Center

    Esta versão oferece recursos como VMs protegidas, que já abordámos neste artigo – é um recurso que protege o firmware e os arquivos de arranque e que habilita a criptografia de disco do BitLocker.

– O que é a recuperação do BitLocker? | Microsoft

Quanto à gestão e proteção de dados, essenciais para qualquer infraestrutura empresarial, a Microsoft integrou duas funções principais: armazenamento definido por software e replicação de armazenamento com Storage Spaces Direct.

A replicação de armazenamento oferece a possibilidade de replicar dados em bloco sem perdas e replica arquivos aberto. Já o armazenamento definido por software permite mais capacidade de administração e escalabilidade – suporta até 16 servidores e até 1 petabyte de armazenamento em cluster.

  • Edição Data Center Azure

    Tal como o nome sugere, esta é a versão projetada para a plataforma Microsoft Azure, com recursos que não estão disponíveis nas duas versões anteriores. Aqui o Hot Patch permite que instale atualizações sem reiniciar o servidor; e o Server Message Block via QUIC fornece acesso a arquivos partilhados sem a necessidade de uma VPN na rede.

    Esta edição corre máquinas virtuais no sistema operacional Azure Stack Hyper-Converged Infrastructure (HCI) conhecido pelos altos níveis de segurança, desempenho e novos recursos híbridos. Para ter uma ideia do poder do HCI, ele justificaria um artigo por si só!

azure workloads and benefits available on azure stack hci
Créditos: techcommunity.microsoft.com

  • Edição Essential

    Projetado para pequenas organizações, suportam um máximo de 25 utilizadores e 50 dispositivos. Não tem recursos como dashboard do sistema, backups ou acesso remoto. Suporta processadores com um máximo de 10 núcleos.

Para os servidores funcionarem sem frustrações nem travagens, a Microsoft publicou os requisitos mínimos de hardware sugeridos. Se não forem atendidos, a instalação do sistema operativo provavelmente nem será concluída.

Estes são os pré-requisitos recomendados:

  • Processador de 64 bits, de 1,4 GHz compatível com 64 bits
  • RAM 512 MB e 2 GB para servidor
  • Rede: placa NIC com largura de banda mínima de 1 GBPS
  • HDD: 32GB

windows server 2022 - pré-requisitos de hardware

Vamos continuar?

Caso queira experimentar o Windows Server 2022 antes de o comprar, você pode descarregar o trial de 180 dias ao instalar este ficheiro. Se ficar satisfeito e quiser passar à fase de compra, existem versões entre os 500 e os 6000 dólares, conforme a edição que escolher e as funcionalidades que quiser incluir.

windows server 2022 - preços e versões disponíveis

Atenção: especialmente se vai mudar também de hardware, acautele devidamente o processo de migração.

Com tantas ferramentas modulares, não é incomum que uma migração leve cerca de 18 meses a concluir. Mais: se a transição for feita sem um planeamento prévio, o processo pode interromper gravemente as operações e causar problemas sérios. Mas não se preocupe…

…nos próximos capítulos vou ensiná-lo/a a evitar problemas na migração e no processo de instalação do sistema!

➡️ Clique para saber tudo sobre o processo de seleção e instalação de um data center

Como evitar problemas na migração?

Se uma das suas preocupações atuais é reagir ao crescente número de ataques a empresas portuguesas e evitar violações de segurança, sim: você deve migrar a sua “máquina empresarial” para o novo sistema operativo quanto antes. Mas como em tudo…

…se mal administrado, o processo de migração pode abrir oportunidades de erro e criar riscos de segurança ainda maiores!

Um exemplo real disso aconteceu com o banco do Reino Unido (TSB), que sofreu interrupções graves durante um processo de migração e ficou vulnerável a atividades fraudulentas, que lhe custaram +300 milhões de libras em indemnizações. Tudo por falta de testes rigorosos e devido à execução precoce do projeto.

banco tsb perde 300 milhões de libras em migração mal planeada

Para evitar problemas, vou dar-lhe uma checklist com todos os cuidados que precisa de ter no processo de migração de um data center. Utilize esta lista para garantir que o processo de migração de dados e aplicações críticas para o seu data center (local ou virtual) decorre sem acidentes:

  • Nomeie a equipa que se encarregará do processo de migração. Se o seu parceiro de IT vai ser o responsável por toda a operação, defina prazos, custos e contrapartidas face a acidentes ou negligência;

  • Calendarize a sua estratégia de migração. Transferir dados implica não poder aceder a máquinas ou ficheiros durante o período em que a migração ocorre. Certifique-se que a empresa não paralisa toda ao mesmo tempo;

  • Defina um orçamento. Problemas técnicos e atrasos podem acontecer, mas garanta que o preço da operação não duplica ou triplica. E defina com a equipa que gere a migração (se for externa) o limite a partir do qual a responsabilidade dos problemas e atrasos deixa de ser custeada por si.

  • Faça um inventário do equipamento que vai ser migrado para o seu novo data center, de forma a garantir que não se perdem dados ou danificam máquinas no processo;

  • Certifique-se que todas as peças de hardware, cabos e racks estão identificados. Existem pequenos autocolantes ou rótulos, especificamente criados para este propósito:

  • Calendarize a atualização de software ou equipamentos críticos ao funcionamento da sua cadeia de produção e certifique-se que existem alarmes e lembretes que o recordam (a si ou ao responsável nomeado) dessas atualizações;

  • Confirme o espaço, energia, refrigeração e acesso à internet de que precisa, antes de começar a migração. E, caso exista, envie essas informações ao parceiro de IT responsável pela construção da infraestrutura;

  • Lembre-se de pedir ao seu fornecedor de instalação eléctrica para que refine as estruturas e circuitos físicos do sistema para a redundância elétrica necessária;

  • Confirme o número e as dimensões das racks necessárias para a construção do seu data center, tal como o imaginou;

  • Confirme que o espaço físico onde o data center se vai erguer pode acomodar, tanto as infraestruturas tecnológicas de que precisa no presente, como futuros equipamentos de que a sua empresa vai precisar nos próximos anos;

  • Faça uma confirmação final da segurança física e digital de todo o sistema, antes de o colocar acessível a todos os seus colaboradores;

  • Caso existam, confirme o funcionamento dos sistemas de energia ininterrupta (UPS) que garantem a continuidade da sua cadeia de produção em caso de corte inesperado de energia;

  • Este cuidado parece estranho mas recomendamo-lo sempre: confirme que as máquinas voltam a ligar-se depois de desligadas, neste novo ambiente tecnológico.

  • Considere a possibilidade de replicar alguns dados e ficheiros críticos ao funcionamento do seu sistema. Por exemplo: sabia que a sua empresa está obrigada por lei a guardar os documentos da contabilidade durante dez anos?

  • Compreenda as necessidades específicas de conexão e velocidade dos vários setores da sua empresa. Por exemplo: se os computadores da empresa se conectam à internet por WiFi, o escritório mais distante do router vai demorar mais a aceder aos ficheiros guardados no data center, o que pode afetar a sua cadeia de produção;

  • Teste os circuitos P2P do sistema e defina quais os polos que devem ter ligação direta entre si (em telecomunicações, uma conexão P2P refere-se a uma conexão direta entre dois polos). Por exemplo: o seu departamento de contabilidade deve ter acesso ao armazenamento que guarda faturas e guias de venda, mas o seu departamento de marketing não;

  • Reveja as decisões que tomou acerca do acesso à internet no local e às conexões que estabeleceu entre os vários polos do data center. O seu consultor IT vai ajudá-lo a perceber se o plano traçado serve as necessidades da sua cadeia de produção.

  • Estabeleça um prazo limite para todo o processo de migração. Lembre-se de planear quando tempo os sistemas poderão estar offline, para que a cadeia de produção da empresa não seja comprometida;

  • Confirme que existem backups para toda a informação a migrar e que existem sistemas que o protegem dos acidentes que podem acontecer num processo desta natureza;

  • Defina um plano de ação alternativo para assegurar a cadeia de produção da sua empresa, caso existam acidentes durante o processo;

  • Lembre-se de assegurar a correta acomodação dos equipamentos no transporte para a nova localização e, caso necessário, contrate o apoio de segurança armada durante o transporte de discos com dados valiosos e segredos de negócio;

  • Defina claramente como é que o equipamento a transportar vai entrar na sala do data center. Este cuidado deve incluir a medição da largura e altura de portas e janelas por onde o equipamento vai passar;

  • Se for necessária a ajuda de uma transportadora, assegure-se que é uma empresa reputada e que está a par de todos os cuidados e especificações que você registou ate aqui. Certifique-se ainda que a informa dos pontos de entrada do equipamento no edifício, como garagens ou pontos de descarga.

– Vai construir um Data Center local? Estes são os cuidados que precisa de ter

Como evitar problemas na instalação do sistema operativo?

Etapa 1. Baixe o ISO do Windows Server 2022

1. A primeira etapa no processo de instalação do novo Windows Server 2022 é baixar o arquivo do instalação. Eu adicionei ficheiro ISO de que precisa mais atrás neste artigo, quando expliquei como testar o sistema gratuitamente. Mas você pode correr o processo oficial da Microsoft aqui;

2. Clique em Windows Server 2022 e selecione “Baixar o ISO” nas opções disponíveis. Clique em Continuar;

windows server 2022 instalação

3. Vão ser-lhe pedidas informações para poder baixar a imagem ISO do Windows Server 2022. Certifique-se que insere as suas informações com precisão, pois a verificação pode ser necessária posteriormente. Quando terminar, clique em Continuar;

windows server 2022 instalação

4. Escolha o idioma que deseja usar. Atualmente, você pode escolher entre 8 idiomas diferentes, incluindo inglês, português e japonês. Uma vez selecionado, clique no botão Download;

windows server 2022 instalação

5. O download pode levar algumas horas ate ser concluído. Certifique-se que não desconecta o computador da energia ou da internet enquanto o processo estiver a correr.

Etapa 2. Corra a imagem ISO para o Windows Server 2022

1. Depois de baixar o arquivo ISO do Windows Server 2022, é altura de correr o processo de instalação. Você pode instalar o sistema num host físico (como um servidor da sua empresa) ou numa máquina virtual, usando uma imagem ISO;

2. Se escolheu a segunda opção no passo anterior, há duas técnicas que pode adotar: ou criar uma unidade de arranque via USB Flash Drive, ou criar uma unidade de arranque via USB com recurso a Rufus. Clique nas frases hiperlinkadas para seguir o processo de cada uma destas opções, passo a passo;

3. Se tiver acesso ao MSDN (por via da subscrição do Visual Studio), terá a opção de baixar o Windows Server 2022 ISO de lá. Tudo o que precisa de fazer é gerar uma nova chave clicando em “Obter chave” e usar essa chave para ativar a instalação do Windows Server 2022.

Etapa 3. Instale o Windows Server 2022

Com o processo de arranque preparado, já pode seguir com a instalação do Windows Server 2022. Como é um sistema operacional extenso, com várias edições disponíveis para compra ou download, lembre-se de escolher a priori qual das versçoes instalar antes de iniciar o processo de instalação.

Para efeitos de exemplo neste artigo, vou mostrar-lhe passo a passo o processo de instalação do Server Core e da Desktop Experience. Calma, já vou explicar as diferenças!

Etapa 3.1. Instalar o Windows Server 2022 (Server Core)

O Server Core é um método de instalação mínimo que interage diretamente via comandos no servidor. É adequado para empresas menores que precisam economizar espaço e recursos.

1. Ligue a sua máquina física ou virtual usando a ficheiro de arranque que criou na etapa anterior. Vai ser-lhe pedido que pressione qualquer tecla ao princípio. Esse comando é uma espécie de ponto de partida para a instalação;

processo instalação windows server 2022 - server core

2. Em seguida, você deve selecionar um idioma, bem como o layout do teclado e as configurações de hora/moeda. Clique em “Next” na janela que surgir depois de optar;

processo instalação windows server 2022 - server core

3. Clique no botão “Install Now” para iniciar o processo de instalação do Windows Server 2022. Este passo dará início ao processo de instalação da edição Server Core;

processo instalação windows server 2022 - server core

4. Na próxima janela, escolha a opção de servidor do Windows Server 2022 que deseja instalar com o Server Core. É esta decisão que vai dar-lhe (ou tirar-lhe) acesso ao uso de algumas das ferramentas de linha de comando da Microsoft. Clique em “Next” para prosseguir;

processo instalação windows server 2022 - server core

5. De seguida, você deve ler os termos e condições da licença e concordar com eles, para que o processo de instalação continue. Marque a caixa “I accept all license agreements” para dar seguimento ao processo;

processo instalação windows server 2022 - server core

6. Já na instalação, selecione “Custom: Install Windows Server Operating System only” se estiver a instalar o Windows Server 2022 num servidor novo. Caso contrário, se estiver a atualizar uma versão anterior do Windows Server, escolha a opção “Upgrade: Install Microsoft Server Operating System and keep files, settings, and applications”.

7. Selecione uma partição para instalar o Windows Server. Você pode, opcionalmente, criar uma nova partição ou usar todo o tamanho da unidade. Quando selecionar a partição do sistema operacional designada, prossiga clicando em “Next”.

8. O instalador começará a instalar os arquivos de sistema necessários. Quando o processo estiver concluído o sistema será reinicializado automaticamente.

9. Caso a instalação tenha sido bem-sucedida, o sistema deve reiniciar imediatamente e vai solicitar uma senha de administrador. Insira essas informações; volte inserí-las para verificá-las e continue.

10. Em seguida, você será levado diretamente para a interface PowerShell da Microsoft, onde poderá começar a gerenciar seu sistema operacional Windows Server 2022 recém-instalado por meio da interface Server Core.

processo instalação windows server 2022 - server core

Etapa 3.2. Instalar o Windows Server 2022 (Desktop Experience)

O Desktop Experience possui uma GUI dedicada (Graphical User Interface) semelhante a um sistema operacional Windows normal, o que lhe vai facilitar a administração do servidor.

1. Siga as mesmas instruções de instalação do Server Core, até que o sistema reinicie após a instalação do sistema operacional. E certifique-se que seleciona “Desktop Experience” ao escolher sua versão do Windows Server 2022;

2. Após reiniciar o sistema, vai podes observar uma interface gráfica. Vai ser-lhe solicitado que crie uma senha de administrador antes de prosseguir. Clique em “Finish” quando terminar;

Instalar o Windows Server 2022 (Desktop Experience)

3. O ecrã de login aparecerá quando pressionar Ctrl+Alt+Del. Insira a senha definida na etapa anterior para continuar rumo ao seu servidor;

Instalar o Windows Server 2022 (Desktop Experience)

4. Você deve ver o “Server Manager Launch” por padrão. Pode começar a configurar o seu servidor nesta fase ou explorar mais opções no “Painel de Controlo” acessível da mesma forma que nos sistemas operacionais Windows normais.

Instalar o Windows Server 2022 (Desktop Experience)

Etapa 4. Configurar a rede no Windows Server 2022

Nas seções anteriores mostrei-lhe como instalar o Windows Server 2022, mas agora é tempo de o configurar. As primeiras coisas que precisam de ser configuradas na sua rede são os IPs e os endereços de gateway, para que os administradores do sistema possam administrar o servidor remotamente e aceder aos seus ambientes virtuais. Como?

Etapa 4.1 Configuração de rede no Windows Server 2022 (Server Core)

1. Para configurar a rede para o Windows Server 2022, execute o seguinte comando na área de comando: “SConfig“;

2. Vai ver um menu aberto no ecrã. Escolha a opção 8 para “Network Settings“. Nesse momento será direcionado para a página de configuração de rede, onde todos os ajustes são feitos (para redes com e sem fio);

Configuração de rede no Windows Server 2022 Server Core

3. Para iniciar a configuração, vai precisar de escolher que IP configurar primeiro. Neste caso, como exemplo, escolheremos 1 porque o nosso servidor possui apenas uma conexão de rede.

Configuração de rede no Windows Server 2022 Server Core

4. Depois de selecionar o IP que quer configurar, você pode começar a personalizar essas configurações. As configurações de rede do computador serão atualizadas automaticamente. O processo não deve levar mais de cinco minutos até ser concluído.

Etapa 4.2 Configuração de rede no Windows Server 2022 (Desktop Experience)

1. Abra a interface de pesquisa, na barra de tarefas clicando no ícone da lupa. Você também pode criá-la com o atalho de teclado do “Windows + S“.

2. Digite as palavras “Control Panel” e clique no primeiro resultado da pesquisa. Quando abrir, navegue até “Network and Internet > Network Connections“.

3. Clique com o botão direito do rato, em cima da rede que deseja configurar. Temos apenas uma conexão de rede com o computador que aloja o servidor, neste exemplo; no entanto, vai ter mais opções possíveis. Escolha o que você deseja configurar e escolha “Properties” no menu de contexto.

4. Você pode começar a configurar a conexão de rede usando a GUI (Graphical User Interface), com que provavelmente estará familiarizado graças ao Windows 10.

E até quando vai durar este Windows Server?

Durante os primeiros cinco anos do ciclo de vida de um produto Windows Server – a fase de suporte base – a Microsoft lança continuamente atualizações que incluem novos recursos, service packs, correções e patches.

Durante o suporte estendido – até dez anos após o lançamento inicial – o produto deixa de ser o foco da equipa da Microsoft e é provável que novos produtos sejam lançados para substituí-lo.

Apenas atualizações e patches de segurança críticos serão desenvolvidos pela Microsoft. Portanto, se um produto encontrar uma falha crítica, a empresa deixa de poder contar com a Microsoft para consertá-la. Vou deixar-lhe um quadro que mostrar até quando pode contar com assistência oficial da Microsoft, para cada versão do Windows Server:

windows server - datas ciclos de vida

Quero substituir o Windows Server 2012 mas prefiro ter ajuda… O que fazer?

Se não quer que a sua empresa seja o próximo banco TBS e tenha problemas no processo de instalação ou atualização para o Windows Server 2022, você pode pedir que seja a Morebiz a fazê-lo por si. Descubra o processo o processo no vídeo abaixo:

Como é migrar para o Windows Server 2022 – de A a Z


fale connosco

Agende uma
consultoria
grátis!

ou ligue

+351 261 430 040

Chamada para rede fixa nacional

vEJA MAIS

Cibersegurança na União Europeia: O que está a ser feito?

“A Comissão apresentou hoje uma proposta para uma nova Lei de Ciber-Resiliência [ao Parlamento Europeu], para proteger consumidores e empresas...

Metodologia Agile – O que é e como utilizar?

O que é a Metodologia Agile? Se nunca tinha ouvido falar de Métodos Ágeis, está na altura de descobrir uma...

Ferramentas de AI para poupar tempo e dinheiro no seu negócio

Olá! Eu sou o ChatGPT 4, um modelo de linguagem avançado baseado na arquitetura GPT-4 da OpenAI, e estou aqui...

Cibersegurança na indústria: por onde começar?

Se construiu um negócio próspero na área da indústria, há um sem fim de preocupações que ocupam o seu pensamento,...

Cibersegurança no retalho – por onde começar?

Há poucas coisas mais difícieis do que construir um negócio na área do retalho. Não só pelas inúmeras variáveis que...

O que é o Ransomware e como proteger a sua empresa?

É provável que já tenha lido ou visto uma notícia envolvendo o Ransomware nos últimos anos em Portugal. O ransomware...